Espécie

Prunus dulcis ((Will.) D.A. Webb)

  • Prunus dulcis
  • Prunus dulcis

Descrição

Árvore até 8(10) m de altura ou arbusto, caducifólio, por vezes espinhoso e tortuoso. Ramos de casca rugosa e quebradiça, que enegrece e se desprende com o tempo. Folhas 4-10(12) × 1,2-3(4) cm, ovadas, oblongo-lanceoladas ou largamente elípticas, de margem crenada ou serrada. Flores solitárias ou geminadas, precoces, subsésseis. Pétalas 15-20 mm, patentes o erecto-patentes, obovados o suborbiculares, de um rosa pálido ou brancas. Fruto (trima) 30-45(50) mm, ovoide ou ovoide-oblongo, verdoso-cinzento aveludado; polpa de sabor amargo e áspero ou ácido, que se desaparece durante o amadurecimento.


Habitat

Terrenos cultivados


Tipo Fisionómico

Microfanerófito


Época Floração

Janeiro-Março


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Prunus amygdalus, Amygdalus communis


Distribuição Geral

Oriunda dos Balcãs, SW Ásia e N África; cultivada e subespontânea em toda a região Mediterrânica até à Europa central


Observações

Espécie fruteira – fruto comestível – utilizado na doçaria e culimária, e no fabrico de bebidas e comésticos/produtos farmacêuticos; Existem vários cultivares (variedades), alguns dos quais autóctones da região (Variedades de floração tardia - Bonita, Barrinho Grado, Ferragudo, Lourencinha, Boa casta, Mollar Salles, Bonita de S.Brás, Rabo de Raposa; Variedades de floração precoce - José Dias, Galamba, Ludo, Amarelo Grado, Duro Amarelo, Duro da Estrada, Mollar da Fuseta.

Distribuição Geográfica