Espécie

Olea europaea var. sylvestris (Mill.)

  • Olea europaea var. sylvestris
  • Olea europaea var. sylvestris

Descrição

Árvore ou arbusto até 10(15) m de altura, de folha persistente. Tronco de porte mediano, que pode ser tortuoso e copa esférica e densa, liso nos primeiros anos, pardo acinzentado, tomando tom pardo amarelado ligeiramente rugoso. Folhas (6-8 cm de comprimento e largura varável) de cor verdes-acinzentadas, escuras na página superior e acinzentadas ou prateadas na página inferior, lanceoladas,com um pequeno bico terminal, brilhantes e com a margem inteira. Pecíolo curto e da zona da axila das folhas, de onde saem inflorescências em cacho com um número muito variável de flores, bissexuais poligâmicas com quatro pétalas bancas a amarelas pálidas que florescem de Junho a Agosto.
O fruto é uma drupa ovóide ou sub-ovóide, com caroço (endocarpo) duro estriado e de forma característica da variedade, mesocarpo carnudo e suculenta, e pele cuja côr varia com a maturação.


Habitat

Matagais


Tipo Fisionómico

Mesofanerófito


Época Floração

Maio-Julho


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Não tem


Distribuição Geral

Região Mediterrânica


Observações

Género silvestre da Oliveira (Olea europaea). Usado como porta-enxerto da Oliveira doméstica (Olea var. europaeae).

Distribuição Geográfica