Espécie

Hyacinthoides hispanica ((Mill.) Rothm)

  • Hyacinthoides hispanica
  • Hyacinthoides hispanica
  • Hyacinthoides hispanica
  • Hyacinthoides hispanica
  • Hyacinthoides hispanica

Descrição

Planta herbácea, vivaz de 20 a 40 cm com bolbo ovóide a globoso com escamas coalescentes, renovando-se completamente em cada ano. Folhas lineares a oblongo-lanceoladas. Escapo geralmente delgado. Flores tubuloso-campanuladas a campanuladas em novas tornando-se mais ou menos afuniladas na antese, azul-violáceas a lilacíneas, muito raramente brancas, dispostas em cacho, alongado pelo menos depois da antese. Brácteas menores ou pouco maiores que os pedicelos inferiores. Anteras geralmente azuis, por vezes amareladas


Ecologia

Espécie com grande plasticidade ecológica. Em clareiras de matos xerofílicos, em orlas e sob coberto de bosques (azinhais, sobreirais, soutos) e olivais, taludes, fendas de rochas, por vezes em matos higrófilos na margem de linhas de água. Em diversos tipos de substratos, frequentemente em locais algo sombrios.


Tipo Fisionómico

Geófito


Época Floração

Maio-Junho


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Endymion campanulatus Willk. et Lange; Scilla hispanica Mill.


Distribuição Geral

Península Ibérica; naturalizada a S e W Europa

Distribuição Geográfica