Espécie

Arenaria algarbiensis (Welw. ex Willk. )

  • Arenaria algarbiensis
  • Arenaria algarbiensis
  • Arenaria algarbiensis

Descrição

Herbácea, anual, pubescente, e glandulosa, pelo menos no 1/3 inferior, pubescente-glandulo­sas no superior. Caules até 12,5 cm, ascendentes e ramificados. Folhas até 5 mm, de oblongo-lineares a lineares, ob­tusas, ciliadas pelo menos na 1/2 inferior, com mais de 1 nervo. Pedicelos até 22 mm. Cálice pubescente-glanduloso. Sépa­las de 2,5-3,8 mm, oblongo-lanceolados, com mais de 3 nervos bem marcados, su­bobtusos. Pétalas de (4,1-) 6-7,5 mm, 2 a 3 vezes mais largas que as sépalas, emargi­nadas, blancasos. Anteras de 0,35-0,6 mm, amarelas. Cápsula de 3,2-4 mm, aproxima­damente da longitude do cálice, oblonga.


Ecologia

Clareiras de matos xerófilos e pinhais, em substrato arenoso. Em locais perto do litoral.


Habitat

Areias litorais


Tipo Fisionómico

Terófito


Época Floração

Abril-Junho


Endémica

Sim


Distribuição Geral

SW Península Ibérica
S de Portugal y SW de Espána (Provincia Gaditano­Onubo-Algaryiense).


Observações

Endémica da Península Ibérica

Distribuição Geográfica