Espécie

Sterna albifrons (Pallas, 1764)

Nome Comum

Chilreta, Andorinha-do-mar-anã, Chureta, Ferreirinho, Tagarela

  • Sterna albifrons

Características

Ave pequena, com cerca de 23 cm de comprimento. Tem o bico amarelo com a ponta preta, as patas amarelas e a fronte branca (também no Verão). As primárias mais externas são pretas. Os juvenis têm o dorso com um aspecto “escamoso”, as secundárias mais claras do que o resto das asas e o bico preto.


Ecologia

Espécie de distribuição principalmente costeira. A reprodução ocorre, entre finais de Abril e Julho, em praias e dunas com cobertura de vegetação reduzida, sapais, salinas, pisciculturas e em ilhas situadas em lagoas ou barragens. As posturas são constituídas por 1 a 3 ovos, durando o período de incubação entre 18 a 22 dias. Fora da época de reprodução, apresenta uma distribuição mais alargada, ocorrendo ao longo de toda a costa, sendo comum em zonas estuarinas e em lagoas costeiras, em particular durante a migração pós-nupcial. Alimenta-se de pequenos peixes e crustáceos, em lagoas costeiras e rias mas também no mar, sobretudo no Algarve.


Fenologia

Migrador Reprodutor (MigRep)


Estado de Conservação

Vulnerável (VU)


Distribuição Geral

Ocorre em zonas temperadas e tropicais, entre a Finlândia e Tasmânia. As maiores populações europeias ocorrem em Itália, Espanha e Reino Unido. A maioria da população europeia inverna em África entre a Guiné e os Camarões. Em Portugal nidifica em colónias localizadas nas rias de Faro-Olhão, Aveiro e Alvor, estuários do Tejo, Sado e Mondego, nas lagoas de Santo André e Melides, no sapal de Castro Marim e numa barragem em Elvas, perfazendo uma área de ocupação reduzida (inferior a 1.000 km2).No Algarve é facilmente observável na ria Formosa, sobretudo no Ludo e na Quinta do Lago, nas salinas de Santa Luzia e Tavira, e nos braços da ria entre Cacela-a-Velha e Olhão. Também é comum na reserva de Castro Marim, Lagoa dos Salgados e na ria de Alvor.

Distribuição Geográfica

Referências

Cabral, M.J.(coord.), Almeida, J., Almeida, P.R., Dellinger, T., Ferrand de Almeida, N.,Oliveira, M.E., Palmeirim, J.M., Queiroz, A.I., Rogado, L. & Santos‐Reis, M. 2005.Livro vermelho dos vertebrados de Portugal. 2ª ed. Instituto da Conservaçãoda Natureza/ Assírio & Alvim. Lisboa. 660 pp.

Catry, P., Costa, H., Elias, G., Matias, R., (2010). Aves de Portugal. Ornitologia de território continental. Assírio & Alvim, Lisboa.

Costa, H., Juana, E., & Varela, J. (2011). Aves de Portugal incluindo os arquipélagos dos Açores, da Madeira e das Selvagens.

Gooders, J. (1994). Guia de campo das aves de Portugal e da Europa. Círculo de Leitores.

Assírio & Alvim (2008)- Atlas das aves nidificantes em Portugal.

Turismo do Algarve (2012). Guia de observação de aves no algarve.

http://www.iucnredlist.org/

http://avesdeportugal.info/