Espécie

Parus caeruleus (Linnaeus, 1758)

Nome Comum

Chapim-azul, Cedovém-pequeno, Chincha-pequena, Fura-bugalhos, Mejengra-azul

Sem imagem

Características

Chapim com aproximadamente 11 cm de comprimento. Possui o dorso esverdeado, coroa, asas e cauda azuis. A parte inferior do corpo é amarelada e apresenta uma linha divisória preta bem demarcada no centro do peito. As faces são brancas circundadas por risca escura que vai do olho ao mento. As fêmeas são menos brilhantes. Os juvenis são “apagados”, não têm a risca preta no peito e possuem as faces e partes inferiores do corpo amareladas.


Ecologia

Frequenta meios arborizados como habitats florestais, montados e carvalhais, sebes com árvores, matas ribeirinhas, pomares, olivais e parques. O canto desta espécie faz-se ouvir desde meados de Novembro a finais de Junho, contudo, segundo um estudo feito em Grandôla, as posturas ocorrem nos meses de Abril e Maio, podendo a espécie criar até 2 ninhadas por ano. As posturas são compostas por 5 a 8 ovos. Alimenta-se essencialmente de insectos e aranhas, podendo ingerir frutos e sementes fora da época de criação.


Fenologia

Residente (Res)


Estado de Conservação

Pouco Preocupante (LC)


Distribuição Geral

Distribui-se desde as áreas temperadas a subárticas da Europa e Ásia ocidental e pelo norte de África. Em Portugal pode ser observado em todo o país. No Algarve ocorre na ria Formosa, em algumas lagoas costeiras, no estuário do Arade, na ria de Alvor e nas serras de Monchique e Caldeirão.

Distribuição Geográfica

Referências

Cabral, M.J.(coord.), Almeida, J., Almeida, P.R., Dellinger, T., Ferrand de Almeida, N.,Oliveira, M.E., Palmeirim, J.M., Queiroz, A.I., Rogado, L. & Santos‐Reis, M. 2005.Livro vermelho dos vertebrados de Portugal. 2ª ed. Instituto da Conservaçãoda Natureza/ Assírio & Alvim. Lisboa. 660 pp.

Catry, P., Costa, H., Elias, G., Matias, R., (2010). Aves de Portugal. Ornitologia de território continental. Assírio & Alvim, Lisboa.

Costa, H., Juana, E., & Varela, J. (2011). Aves de Portugal incluindo os arquipélagos dos Açores, da Madeira e das Selvagens.

Gooders, J. (1994). Guia de campo das aves de Portugal e da Europa. Círculo de Leitores.

Assírio & Alvim (2008)- Atlas das aves nidificantes em Portugal.

Turismo do Algarve (2012). Guia de observação de aves no algarve.

http://www.iucnredlist.org/

http://avesdeportugal.info/