Espécie

Flueggea tinctoria ((L.) G. L. Webster)

  • Flueggea tinctoria
  • Flueggea tinctoria

Descrição

Península Ibérica


Habitat

Ripícola


Tipo Fisionómico

Caméfito


Época Floração

Fevereiro-Abril


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Não tem


Distribuição Geral

Arbusto com até 150 cm de altura; ramos finos, erecto-patentes, cilíndricos, espinescentes e avermelhados; folhas alternas, oblongo-obovadas, obtusas ouemarginadas; inflorescencias com flores axilares, solitárias 2-4(6), pétalas nulas.


Observações

A conservação deste endemismo é de grande importância, uma vez que apresenta uma área geográfica de distribuição muito restrita, a Península Ibérica, sendo que em Portugal só ocorre nas bacias do Alto Douro, alto Tejo e Guadiana. A sua presença é ainda importante para a conservação e manutenção dos habitats ribeirinhos. Ocorre em comunidades arbustivas, nos leitos de cheia e margens de cursos de água de regime torrencial, em terrenos siliciosos, geralmente pedregosos. Quando dominante, as formações arbustivas que origina denominam-se tamujais.

Distribuição Geográfica