Espécie

Euphorbia paralias (L.)

  • Euphorbia paralias
  • Euphorbia paralias
  • Euphorbia paralias
  • Euphorbia paralias
  • Euphorbia paralias

Descrição

Planta vivaz, de 20 a 70 cm de altura, ramificada perto da base, com vários caules, todos da mesma espessura e altura, erectos e com a base lenhosa. Planta monóica, verde-azulada, carnuda e rizomatosa. Folhas espessas, inteiras, coriáceas, elípticas ou lanceoladas e agudas, as caulinares erectas, densamente imbricadas, as inferiores curtas e as superiores maiores. Flores reunidas empseudo-umbela com 3 a 6 raios, envolvidas por um invólucro em forma de cálice, formado pela aderência de 5 ou 4 brácteas ovadas. Flores masculinas nuas, rodeandouma flor feminina central pedicelada. O fruto é uma cápsula rugoso-granulosa, com 3 sulcos longitudinais profundos.


Ecologia

Areias marítimas, principalmente na duna primária, por vezes em duna embrionária


Habitat

Areias litorais


Tipo Fisionómico

Caméfito


Época Floração

Março-Novembro


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Não tem


Distribuição Geral

Litoral W e C Região Mediterrânica, litoral atlântico do Magreb até Mar do Norte e Macaronésia (Canárias e Madeira); naturalizada Austrália

Distribuição Geográfica

Espécie registada no Algarve, mas sem dados de distribuição publicados/conhecidos