Espécie

Eryngium maritimum (L.)

  • Eryngium maritimum
  • Eryngium maritimum
  • Eryngium maritimum

Descrição

Planta vivaz, de consistência herbácea e robusta. Caules de até 15 a 60 cm, verticais, com tonalidade branca ou cinzento-azulada, com medula. Folhas desprovidas de pêlos, firmes e ligeiramente espessas, com 3 a 5 lobos e dentes grosseiros com espinhos; as caulinares envolvem parcialmente o caule e são sésseis. Flores reunidas em capítulos pedunculados, praticamente globosos, com azulada; rodeados por um invólucro de 4 a 7 brácteas espinhosas com 1-3 pares de dentes largos. Cálice é provido de 5 dentes evidentes, agudos, maiores do que as pétalas. Frutos são aquénios ovoides, mais ou menos revestidos de escamas.


Ecologia

Ocorre nos sistemas dunares, onde surge na duna primária, podendo estender-se um pouco para o interior.


Habitat

Areias litorais


Tipo Fisionómico

Hemicriptófito


Época Floração

Maio-Setembro


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Não tem


Distribuição Geral

Grande parte da Europa até ao Cáucaso, E Ásia e N África

Distribuição Geográfica