Espécie

Corema album ((L.) D. Don)

  • Corema album

Descrição

Pequeno arbusto de 30 a 75 cm, dióico, erecto nos indivíduos masculinos e um tanto difuso nos femininos. Caules densamente ramificados, com ramos verticilados, mais ou menos erectos. Folhas lineares, estreitas, alternas, aproximadamente verticiladas, revolutas. Flores pequenas, as masculinas rudimentares ou nulas, com 3 estames salientes, anteras vermelhas, dispostas em fascículos mais ou menos condensados e terminais com brácteas ovado-acuminadas.Flores masculinas solitárias ou geminadas, obovadas, rosadas, com 3 pétalas, estilete presente e estigma vermelho. Sépalas e pétalas irregularmente fimbriadas na margem. Fruto drupáceo, globoso, branco, de sabor ácido.


Habitat

Terrenos incultos


Tipo Fisionómico

Nanofanerófito


Época Floração

Março-Maio


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Corema album (L.) D. Don subsp. azoricum P. Silva


Distribuição Geral

Península Ibérica e Macaronésia (Açores); naturalizada França


Observações

Ocorre em areias e dunas litorais, por vezes em subcoberto de pinhais ou orla de zimbrais. Particularmente comum em dunas secundárias e vales dunares, onde frequentemente origina comunidades extremes. Possui acção emineralizante, antihelmíntica leve e febrífuga, Os frutos, de sabor agri-doce e alto teor de água, são comestíveis, sendo utilizados na preparação de geleia na região espanhola da Galiza.

Distribuição Geográfica