Espécie

Calidris alba (Pallas, 1764)

Nome Comum

Pilrito-das-praias, Pilrito-d'areia, Pilrito-sanderlingo

Sem imagem

Características

Ave com cerca de 20 cm de comprimento, de aspecto pálido, com o bico e as patas pretos. No inverno, a parte superior do corpo é cinzento-clara e a parte inferior branca, ostentando uma marca preta proeminente na dobra da asa. No Verão, a cabeça, peito e dorso apresentam-se de cor preta e castanha durante breves períodos. Em voo, pode observar-se uma barra alar, maior do que noutros pilritos e a cauda cinzenta com as penas centrais pretas. Os juvenis apresentam a cabeça, o manto e as margens do peito de cor amarelada e a coroa possui riscas escuras.


Ecologia

Esta é uma ave típica de praias abertas e amplas, ocorrendo ainda em sectores arenosos de estuários e “rias” e, em menor frequência, em sectores de vasa arenosa, salinas e lagoas costeiras. A dieta deste pilrito é constituída por pequenos invertebrados capturados na areia.


Fenologia

Visitante (Vis)


Estado de Conservação

Pouco Preocupante (LC)


Distribuição Geral

Nidifica circumpolarmente entre os 65 e 85º N, sendo uma das espécies cuja área de distribuição mais se aproxima do Pólo Norte durante o Verão. Para além de nidificar na tundra da Sibéria, do Canadá e da Gronelândia, nidifica apenas num local no Paleárctico Ocidental: o arquipélago norueguês de Svalbard. Durante o Inverno tem uma ampla distribuição, podendo ser observado nos cinco continentes, cobrindo praticamente toda a sua faixa costeira destes. Em Portugal, o Pilrito-da-areia é um migrador de passagem e invernante, embora alguns indivíduos possam permanecer no nosso país durante o Verão. Distribui-se por todo o litoral, do estuários do Minho à foz do Guadiana, só acidentalmente ocorrendo no interior. No Algarve observa-se em Castro Marim, na zona costeira da ria Formosa, na Lagoa dos Salgados e na ria de Alvor.

Distribuição Geográfica

Referências

Cabral, M.J.(coord.), Almeida, J., Almeida, P.R., Dellinger, T., Ferrand de Almeida, N.,Oliveira, M.E., Palmeirim, J.M., Queiroz, A.I., Rogado, L. & Santos‐Reis, M. 2005.Livro vermelho dos vertebrados de Portugal. 2ª ed. Instituto da Conservaçãoda Natureza/ Assírio & Alvim. Lisboa. 660 pp.

Catry, P., Costa, H., Elias, G., Matias, R., (2010). Aves de Portugal. Ornitologia de território continental. Assírio & Alvim, Lisboa.

Costa, H., Juana, E., & Varela, J. (2011). Aves de Portugal incluindo os arquipélagos dos Açores, da Madeira e das Selvagens.

Gooders, J. (1994). Guia de campo das aves de Portugal e da Europa. Círculo de Leitores.

Turismo do Algarve (2012). Guia de observação de aves no algarve.

http://naturlink.sapo.pt/

http://www.iucnredlist.org/

http://avesdeportugal.info/