Espécie

Daphne gnidium L. (L.)

  • Daphne gnidium L.
  • Daphne gnidium L.
  • Daphne gnidium L.

Descrição

Arbusto com cerca de 2 m de altura, muito ramificado, ramos patentes, rígidos mas flexíveis,formando copa arredondada. Folhas dispostas de forma alternada umas em relação às outras, lineares a linear-oblanceoladas, acuminadas, atenuadas na base, persistentes, coriáceas, nuas e ponteadas na página inferior. Inflorescências terminais posições, paniculadas, com várias flores(10 a 60), constituídas por um racimo apical, praticamente sésseis. Fruto carnudo, globoso, ligeiramente pubescente e de cor roxo brilhante. Semente única ovoide.


Habitat

Matagais


Tipo Fisionómico

Fanerófito


Época Floração

Julho-Outubro


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Daphne gnidium L. for. latifolia P. Cout.


Distribuição Geral

S Europa, Região Mediterrânica e Macaronésia


Observações

Toda a planta é venenosa. O contacto da seiva com a pele pode causar dermatite nalgumas pessoas. Ocorre em bosques de azinheiras ou sobreiros e na orla de matagais de substituição destes bosques. Por vezes em matos costeiros, quer em arribas, quer em dunas interiores, em zimbrais e sob coberto de pinhais. Indiferente edáfico, sendo mais frequente em solos ácidos e secos.

Distribuição Geográfica