• Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve
  • Almargem-Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve

[ Voltar ]PDFVersão para impressãoCorreio Electrónico

Datas:
Sex 03.03 - Sex 31.03.2017
Local:
Biblioteca Municipal de Loulé

Informação Adicional

De 3 a 31 de março o Herbário da Universidade do Algarve vem até à Biblioteca Municipal de Loulé para mostrar vários dos seus exemplares, desde plantas raras, plantas parasitas até plantas invasoras que ocorrem no Algarve.
 
No dia 3 de março às 18h00 acontecerá a sessão de abertura da exposição e a palestra “A Flora Algarvia e o Herbário ALGU” com a Professora Manuela David e o Arquiteto Ricardo Canas.
 
O Herbário é um espaço muito importante que deverá servir a sociedade em geral, o ensino e a investigação. Tanto as plantas em si, como a informação associada a cada exemplar, servem para fins didáticos e para estudos científicos. É por esta razão que a exposição do Herbário será apresentada "ao vivo", para que a população conheça melhor o importante e moroso trabalho que se faz neste local.
 
O Herbário da Universidade do Algarve possui, na sua coleção, plantas colhidas desde 1883* contando já com cerca de 15000 plantas vasculares, principalmente de Portugal, mas também possui espécimes de outros países de diversos continentes. Ainda possui cerca de 12000 exemplares de algas da costa portuguesa.
 
Esta exposição é promovida pelo Herbário da Universidade do Algarve e pelo Centro Ambiental, com o apoio da Associação Almargem, da Câmara Municipal de Loulé e do Centro de Ciência Viva do Algarve.

*O exemplar mais antigo foi colhido na atual Áustria (antigo Império Austro-Húngaro) em maio de 1883.

posterHerbario7 low

Desenvolvido por Creative Rill - Webdesign Solutions