Espécie

Cistus ladanifer (L.)

  • Cistus ladanifer
  • Cistus ladanifer
  • Cistus ladanifer

Descrição

Planta perene de porte arbustivo, podendo atingir 2,8 m de altura, não ultrapassando normalmente os 2 m. Apresenta os ramos superiores, as folhas e as inflorescências viscosas devido a presença de uma substância – o ládano. Os ramos são glabros, e as folhas são inteiras, compridas e estreitas alcançando 10 cm de comprimento e 1.5 cm de largura. As folhas são desprovidas de estípulas, têm uma inserção oposta e estão agrupadas aos pares, não possuindo pêlos na página superior, mas estão cobertas de pêlos estrelados na inferior. As flores são solitárias e grandes, podendo ter 10 cm de diâmetro. Possuem 3 sépalas e 5 pétalas de cor branca, podendo ter por vezes uma coloração púrpura na sua base. Cada flor individual dura apenas um dia, existindo, no entanto, uma longa sucessão destas. O fruto é uma cápsula globosa (indumento denso de pelos escamosos estrelados).


Habitat

Matos


Tipo Fisionómico

Nanofanerófito


Época Floração

Maio-Junho


Estatuto de Protecção

Não tem


Sinonímias

Cistus ladanifer L. var. maculatus Dunal


Distribuição Geral

S França, Península Ibérica, NW África e Macaronésia


Observações

Ocorre em matos e matagais xerófilicos sob coberto de sobreirais, azinhais ou pinhais, sobre solos pobres ácidos, com origem em xistos, arenitos e menos frequentemente calcários descarbonatados. Espécie pioneira, recuperadora do solo, pode formar populações muito densas, denominadas de estevais, as quais colonizam zonas ardidas ou perturbadas.

Distribuição Geográfica